Não permita que o egoísmo vença a guerra

Então caiu de joelhos e bradou: “Senhor, não os  consideres  culpados  deste  pecado”. E, tendo dito isso, adormeceu.”   (Atos 7:60)

Uma das coisas mais poderosas que podemos fazer é nos esquecer conscientemente de nós mesmos e dos nossos problemas e fazer algo por outra pessoa que esteja passando por dificuldades. Quando Jesus estava na cruz em um sofrimento intenso, Ele dedicou tempo para consolar o ladrão ao Seu lado (ver Lucas 23:39-43). Quando Estevão estava sendo apedrejado, orou por aqueles que o apedrejavam, pedindo a Deus que não lhes imputasse aquele pecado (ver Atos 7:59-60).

Quando Paulo e Silas foram postos na prisão, dedicaram  tempo  para  ministrar  ao  carcereiro. Até mesmo depois de Deus entrar em cena com um terremoto tremendo que quebrou suas correntes e abriu as portas para eles saírem, permaneceram ali somente para ministrar ao seu captor. Como não deve ter sido tentadora  a  ideia  de  fugirem  enquanto tinham oportunidade. Como não devem ter sido tentados a cuidarem de si e não se preocuparem com mais ninguém. Seu ato de amor tocou aquele homem e o fez perguntar como poderia ser salvo, e ele e toda a sua família nasceram de novo (pediram para Jesus entrar em seus corações) (ver Atos 16:25-34)

Eu acredito que se nós, a igreja de Jesus Cristo, Seu corpo nesta terra, nos engajarmos numa luta contra o egoísmo e andarmos em amor, o mundo vai começar a notar. Não vamos impressionar o mundo sendo iguais a ele. Mas quantos parentes e amigo não são salvos ainda poderão vir conhecer Jesus se nós os amarmos genuinamente em vez de os ignorarmos, julgarmos ou rejeitarmos? Acho que é hora de descobrirmos isto, concorda?

                                                                                                                     Joyce Meyer


Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Centenas de templates
  • Todo em português

Este site foi criado com Webnode. Crie um grátis para você também!